24 de setembro de 2018 Home | Conte sua história | Cadastre-se | Sobre nós | Fale Conosco | Anuncie aqui
 
 
Voltar para a home do GEx
twitterFacebook    Editorial GEx
pesquisar
 
   
 
Climate Change
 
 
Postado em 12/1/2005

Fevereiro de Carnaval e também do Protocolo de Quioto

Após o Carnaval brasileiro haverá uma outra grande celebração nesse ano de 2005, a entrada em vigor do Protocolo de Quioto. Negociado em 1997 na cidade de Quioto no Japão, o Protocolo estabelece o primeiro compromisso formal de redução de gases do efeito estufa para países do Norte. A meta de redução incluída no Protocolo, uma média de 5,2% dos níveis de 1990, apesar de fictícia, representa um primeiro passo para a estabilização desses gases na atmosféra terrestre. O Protocolo simboliza uma vitória da diplomacia internacional, da pressão exercida por diversas organizações da sociedade civíl e para o meio ambiente. Representa ainda o papel de liderança exercido por países do Sul como o Brasil na tomada de decisão em torno de questões centrais para o desenvolvimento humano.

O histórico Protocolo é importante porque inicía o movimento das engrenagens necessárias para mitigar a problemática do efeito estufa. Enquanto que a complexa ciência do clima aponta para a crescente influência humana no aquecimento global, não havia nenhuma legislação que obrigasse os países de maior responsabilidade histórica a diminuir suas emissões. Não havia também, como operacionalizar projetos de redução de gases do efeito estufa financiados por países do Norte em regiões com menor grau de desenvolvimento econômico. Isso tudo agora fica mais fácil. A ciência comanda que uma redução de 60% dos níveis de emissão do ano base de 1990 seria necessário pra estabilizar a concentração de gases do efeito estufa na atmosféra. A matemática é clara: 5,2 de 60 é muito pouco, quase insignificante, mais é um primeiro passo. Por isso há motivos para festejar!! Dia 16 de Fevereiro de 2005, o dia da entrada em vigor do Protocolo de Quioto.

Samy Hotimsky
samy@globalexchange.com.br

Samy Hotimsky, biólogo, economista e estudante de doutorado em Ciências Ambientais. Correspondente do Global Exchange, escreve periodicamente para o Climate Change.

 


Especiais GEx

Especiais GEx

 
   
 
© 2018 Global Exchange. Todos os direitos reservados.