24 de setembro de 2018 Home | Conte sua história | Cadastre-se | Sobre nós | Fale Conosco | Anuncie aqui
 
 
Voltar para a home do GEx
twitterFacebook    Editorial GEx
pesquisar
 
   
 
Turismo
 
 
Postado em 15/4/2013

Fernando de Noronha - O Caribe Brasileiro

Um paraiso para conhecer antes de morrer

Por Guacira Singer
guacira@globalexchange.com.br

Ninguém resiste aos encantos naturais do arquipélago de Fernando de Noronha.

Pelo ar pode-se ver os tons da água, a silhueta das ilhas, o branco das ondas que quebram na areia amarelada. Pela superfície só praias, rochedos inusitados, o famoso Pico e muito verde. 
Atualmente são três vôos diários que partem para ilha, dois saindo de Recife e um de Natal, não existem vôos direto de outras cidades porque a Ilha de Fernando de Noronha não tem estrutura para reabastecimento das aeronaves seguirem para outros destinos.

Poucos lugares no Brasil tem a imagem tão autêntica de um santuário ecológico quanto o arquipélago de Fernando de Noronha, que tornou-se Parque Nacional Marinho em 1988 protegendo 70% da terra e do mar. O arquipélago está localizado à 360 quilômetros de Natal e de Recife e à 545 quilômetros.

O Arquipélago de Fernando de Noronha é formado por vinte e uma ilhas, numa extensão de 26 km², tendo uma principal - a maior de todas também chamada "Fernando de Noronha" -, como única ilha habitada. As demais estão contidas na área do Parque Nacional Marinho e são desabitadas, só podendo ser visitadas com licença oficial do IBAMA.
No Arquipélago, se tem a sensação de estar em uma parte do Brasil que deu certo, são 17 quilômetros quadrados à 545 km da costa, onde vive uma população de apenas 2.100 habitantes e o turismo é desenvolvido de forma sustentável, criando a oportunidade do encontro equilibrado do homem com a natureza em um dos santuários ecológicos mais importantes do mundo.

Suas paradisíacas ilhas surgiram há milhões de anos do ventre de um vulcão submerso à 4.000 metros, emergindo do oceano após violenta erupção. Por onde, em 1832, Charles Darwin percorreu toda a região a pé e a definiu como 'o paraíso de rochas vulcânicas do Atlântico'.

Mas, ironicamente, a Ilha de Fernando de Noronha já foi um presídio político em 1938, durante o governo de Getúlio Vargas. Em 1942 tornou-se Território Federal subordinado ao Exército e posteriormente à Aeronáutica. Somente em 1988 o arquipélado foi reintegrado ao Estado de Pernambuco por força da Constituinte. Atualmente, o arquipélago de Fernado de Noronha é um Distrito do Estado de Pernambuco, dirigido por um administrador indicado pelo governo, referendado pela Assembléia Legislativa com o aval da Assembléia Popular Noronhense.

História, natureza, rica fauna marinha e terrestre, piscinas naturais, águas mornas e cristalinas, praias desertas, equilíbrio ecológico são características permanentes de Noronha.

Vir a Noronha requer no mínimo 5 dias, para usufruir dos inúmeros atrativos naturais e vivenciar um pouco da história da nossa colonização. São inúmeras as opções de atividades e passeios, que atendem a todos os públicos e oferecem ao visitante a chance de ver todas as belezas naturais das ilhas.

Mas para permanecer na Ilha, o turista precisa pagar a Taxa Ambiental, é cobrada no ato do desembarque, no aeroporto, no porto ou pela internet antecipadamente, de acordo com os dias de permanência na Ilha. No entanto, se, por acaso, você sair antes do período programado e já tenha pago, terá direito à restituição da diferença antes de embarcar para o continente. Da mesma forma, se resolver prolongar a visita, o valor referente aos dias a mais será cobrado no dia da saída. E o pagamento pode ser feito à vista, cheque, cartões de crédito, dólar etc.
O valor da taxa é R$ 43,20 por dia e deve ser pago no aeroporto no momento do desembarque ou pela internet. Existe também uma taxa de preservação que deve ser paga para fazer as trilhas e custa em média R$ 10.00.

Pousadas, restaurantes, aeroporto, hospital, comércio e serviços estão na ilha principal, cortada pela menor rodovia federal do país, a BR-363 com 7 quilômetros de extensão,  uma das menores estradas federais do Brasil. Por essa estrada todos se deslocam para ir às praias, já que ela liga o porto do norte da ilha à praia do Sueste, no mar de fora. As ruas paralelas e adjacentes são asfaltadas, porém muito precárias e muitas ainda de terra. Atualmente, o turista pode utilizar o serviço de onibus, cuja tarifa é de R$ 3,10 oferecido pela Administração, que faz a linha Sueste / Porto de Santo Antônio com entrada nas vilas, funcionando das 5h às 22h. Mas infelizmente, apesar da gentileza dos motoristas, os onibus estão velhos e enferrujados, bem como os pontos de onibus.

A maioria dos hotéis e pousadas distribuem-se às suas margens, em bairros como a Vila dos Remédios, Vila dos Trinta e a da Floresta Nova. Antigamente, a hospedgem na ilha era em casas de ilhéus - com atendimento super cordial, mas em quartos pequenos e banhos frios. Isso mudou quando foi adotado o sistema de hospedagem domiciliar e os proprietários tiveram de instalar ar condicionado, frigobar, televisão, banheiro privativo,chuveiro quente e internete.  Atualmente Noronha tem pousadas charmosas, simpáticas e até luxuosas, para todos os gostos (e bolsos). Todas incluem café da manhã, não deixe de experimentar os quitutes locais: tapioca, cuscus, macaxeira, banana da terra frita, bolo de milho etc

Dependendo da pousada onde escolher se hospedar, as praias podem ser facilmente alcançadas a pé. Porém se preferir alugar carro, existem várias locadoras de buggy e moto, mas é melhor reservar com antecedência, pois a demanda é grande e há racionamento de combustível. Valor médio da diária de buggy é R$ 190,00/dia. Dica: O posto de gasolina (único na ilha) fecha às 19h todos os dias

Pra quem gosta de nadar e fazer mergulho, Noronha é considerado um dos melhores pontos de mergulho do mundo e com certeza o melhor do Brasil. A região é banhada pelo ramo norte de corrente sul equatorial, o que propicia águas límpidas e mornas, com temperatura média de 26º C e visibilidades de até 50 metros. E fauna marinha com grandes variedades de peixes e corais coloridos, surpreende até mergulhadores mais experientes e faz a alegria dos iniciantes em mergulho. Tartarugas marinhas, golfinhos e tubarões são normalmente avistados trazendo muito emoção e encanto aos mergulhadores.

Para quem quiser mergulhar com equipamentos, a ilha tem 3 escolas de mergulho: Águas Claras, Atlantis e Noronha Dives que promovem passeios diferenciados e todos os mergulhos são planejados e feitos com acompanhamento de 'dive masters' locais.

O clima no arquipélago tem duas estações predominantes: a seca, que vai de setembro a fevereiro e a chuvosa, com precipitações ocasionais, de março a agosto. A temperatura tem pouca variação durante o ano, mantendo uma média de 28ºC, com muito sol e uma brisa refrescante.

O Arquipélago não possui nascentes de água doce. Toda a água é captada no período das chuvas e armazenada durante a estiagem em quatro açudes. Cerca de 40 poços artesianos foram perfurados para aproveitamento dos depósitos de águas pluviais subterrâneos. Um dessalinizador foi instalado pelo governo de Pernambuco para a atulização da água do mar.

A rede bancária em Fernando de Noronha é bem precária, mas atualmente, existe uma agência do Banco Santander com três caixas eletrônicos, que funciona na ilha das 8 às 13 horas de segunda a sexta e não faz serviços de câmbio, recomenda-se fazê-lo no continente antes do embarque. Após o fechamento da agência, as pessoas podem utilizar os serviços de caixas eletrônicos interligados a rede do Banco 24 HORAS (no aeroporto) e o terminal da Caixa Econômica Federal num supermercado. A ilha também tem um Banco Postal do BRADESCO em convênio com os Correios ECT.

Há apenas um hospital público na ilha (modernizado em 2002) com apenas10 leitos que atende a casos de primeiros socorros e pequenas cirurgias, além de exames de rotina para a população e visitantes da ilha. Casos graves são removidos para Recife.

Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha

Desde 1984, o Centro Nacional de Conservação e Manejo das Tartarugas Marinhas TAMAR/IBAMA, zela no arquipélago pelas fêmeas, ovos e ambientes de reprodução, além de avaliar as suas populações. Esses animais são protegidos por Decreto-Lei que estabelece a proibição da captura, pesca e molestamento de todas as espécies de quelôneos em águas brasileiras.

Duas importantes praias de desovas de tartarugas marinhas aruanãs estão protegidas pelo Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha: a Praia do Leão e a Praia do Sancho. São observadas a partir do mês de Novembro, agrupadas na superfície da água, quando os machos adultos disputam as fêmeas, dando início ao período de reprodução dessa espécie no arquipélago. Durante os meses de chuva, de Dezembro a Maio, as fêmeas, resguardadas pela temperatura da noite, sobem a essas praias para depositar seus ovos, que após 50 dias estarão dando origem as pequenas tartarugas.

No ambiente marinho da área do Parque, pode-se observar através de mergulho, jovens e adultas Tartaruga-de-pente, espécie altamente ameaçada devido a pesca para confecção de óculos, pentes e bijuterias.

Dependendo da época, os turistas podem apreciar a abertura de ninhos de tartarugas pelos responsáveis pelo Projeto Tamar. Uma verdadeira  preciosidade que encanta a todos, incluindo as crianças. O monitoramento do crescimento e migração das tartarugas também é feito pelos Projeto Tamar

A noite, o Ibama faz palestras (imperdíveis) na sede do Projeto Tamar.

Imperdíveis em Noronha

Morro do Pico - Com 323m, é visto de todos os pontos da ilha. Degraus encravados na rocha facilita a subida, porém oficialmente proibida. No alto, existe um farol rotativo do Serviço de proteção ao Vôo.  A seus pés está a Praia da Conceição, uma das preferidas pelos surfistas.

Morro dos Dois Irmãos - Duas elevações a beira-mar, entre a Praia da Cacimba do Padre e Baía dos Porcos, bastante semelhante uma da outra. Local ideal para boas fotos.


morro do pico

 


morro dois irmãos

Praia da Cacimba do Padre - Antiga praia da Quixaba, teve a sua denominação modificada pela descoberta de uma fonte de água potável, por um padre. Dizem que quem bebe desta água, jamais esquece Fernando de Noronha, voltando um dia. Praia de mar forte, preferida pelos surfistas de todo o mundo.  Pequena trilha (moderada) leva a Baía dos Porcos, pequena praia, limitada pelo penhasco, situada entre a Praia da Cacimba do Padre e Baía do Sancho. Piscinas naturais são a grande atração.


praia da cacimba do padre

Forte de Nossa Senhora dos Remédios - Fortaleza construída em 1737 sobre as ruínas do antigo reduto holandês de 1629, é a principal das dez fortificações erguidas nesse período. Serviu para recolher prisioneiros e aquartelar soldados. Fantástica vista do arquipélago e imperdível pôr-do-sol.


forte nossa senhora dos remédios

Baía dos Golfinhos - Ou Enseada do Carreiro de Pedra, é a mais notável atração de Fernando de Noronha, uma baía onde centenas de golfinhos rotadores acasalam, amamentam seus filhotes ou apenas descansam. Acesso proibido e demarcado por cordas e bóias, devido as excepcionais condições do lugar. Pode-se avistá-los durante passeios de barco.

Baía do Sancho - Uma das melhores praias para banho, isolada e de grande extensão. Seu acesso é feito por mar, onde os turistas aproveitam as águas cristalinas para mergulhar de snorkle, pela trilha que começa na praia da Cacimba do Padre ou através de degraus encravados numa fenda de sua falésia. Do alto do Penhasco a vista é belíssima.

Praia do Leão - Reduto ecológico de proteção das tartrugas marinhas. A praia tem esse nome pela semelhança de uma enorme rochedo como um leão marinho deitado. Ao seu lado uma outra pedra, a Viuvinha, o santuário das aves. Excelente local para mergulho de snorkle.


praia do leão

Praia da Atalaia - Lembra a origem vulcânica da ilha, por suas pedras polidas e negras. Um arrecife permite a formação de piscinas na maré seca. Local ideal para flutuação com snorkle, porém o acesso é limitado e acompanhado por fiscias do IBAMA. A entrada de pequeno grupo de turistas só é liberada quando a maré está seca.


praia da atalaia

Baía do Sueste - Praia de mar calmo e suave, água transparente e refrescante. Ideal para crianças e mergulho de snorkle.            

Praia da Conceição - Praia de mar forte, preferida pelos surfistas ao final de tarde. Uma das poucas praias onde se encontra um bar, pé-na-areia, para sentar e saciar a sede apreciando boa música.


praia da conceição

Praia do Meio - Pequena praia situada entre a Praia da Conceição e Praia do Cachorro, ambas por acesso a pé.


praia do meio

Praia do Cachorro - Pequena praia, cujo acesso se dá por uma escada de pedra logo após a Igreja e o Bar do Cachorro. Bica de água natural para banho.


praia do cachorro

Bar do Cachorro - Aberto todos os dias, comida boa, vista para o mar e a noite musica ao vivo, com forró até de madrugada.

Projeto Tamar - Exposição de fotos e palestras todas as noites, cada noite um assunto. Além da lojinha do Projeto Tamar com seus artigos personalizados.

Projeto NAVI -  Muito além de um passeio marítimo, uma expedição oceanográfica. Acompanhado por um instrutor qualificado e material descritivo, sobre a natureza viva do mundo submarino de Fernando de Noronha. Uma moderna embarcação com piso de vidro (grande lupa) para visualizar a vida marinha sem precisar mergulhar. Custo: R$180,00/pessoa - 2 horas de duração. Dica: Reservar com antecedência, capacidade para 20 pessoas por saída.

Passeio de barco à Baía dos Golfinhos - percorre todo o mar de dentro. Sai do porto de Santo Antônio, passa em frente a baia dos golfinhos duas vezes (na ida e na volta), vai até a ponta da sapata e depois para no sancho para um mergulho de 50 minutos. Saídas matutinas com duração de 4 horas. Custo : R$90,00/pessoa

Trilha do Atalaia -  início da trilha na Enseada da Caieira, conhecendo a história geológica do Arquipélago através das suas rochas. Observação do mar, aves e flora da região, mergulho na piscina do Atalaia. Recomenda-se para este passeio tênis, protetor solar, água e snorkel. Para realizar este passeio o visitante assina um termo de responsabilidade junto ao IBAMA sobre seu perfeito estado de saúde. Esta trilha tem um nível médio de dificuldade com trechos estreitos de pedras e rochas. Percurso de aproximadamente 3 km de caminhada com duração de 3 horas. Custo: R$ 55,00/ pessoa. Inicio da trilha só é possivel quando a maré estiver baixa e sujeito ao controle do IBAMA.

Mergulho com cilindro - BATISMO (primeira experiência) incluindo: traslado, barco, instrutor, todo o equipamento de mergulho necessário, taxa do Ibama e roupa adequada. Descida de aproximadamente 12mts acompanhado de um instrutor, duração de 25 à 30 min. em baixo d’água. Saidas vespertinas. Custo : R$ 290,00/pessoa. Para Credenciados custo: R$340,00/pessoa incluindo: translado, barco e equipamento. Saidas matutinas

 Dicas importantes para aproveitar ao máximo os prazeres da Ilha:

  • Leve guarda sol, pois a sombra é coisa rara;
  • Leve sempre um lanche e liquido quando for as praia, a maioria delas não vende nada;
  • Use protetor solar o tempo todo;
  • Use óculos de Sol e chapéu / boné;
  • Mochila nas costas é sempre mais prático;
  • Respeite as sinalizações do IBAMA, assim você facilita sua vida no arquipélago e evita problemas com os fiscais da ilha.
  • Utilize a passarela para caminhar na BR 363, mas a noite a iluminação é precária;
  • Não pratique atividades na ilha desacompanhado(a);
  • Evite se aproximar demais das encostas nos mirantes;
  • Beba bastante água; 
  • Durante as trilhas recomenda-se usar tênis ou sandálias que prendam no calcanhar;
  • Recolha todo o lixo, não deixe nada nas praias ou trilhas (somente suas pegadas)
  • É proibido acampar em Fernando de Noronha;
  • É crime catar conchinha - resista!
  • Use coletes salva-vidas sempre que entrar no mar. Lembre-se de que você está em alto mar sujeito a correntes marinhas.
  • Economize água no banho, pois o arquipélago não tem nascente de água doce e toda água é captada no periodo das chuvae e armazenada em açudes no periodo de estiagem
  • Recomenda-se levar remédios de uso diário, já que na ilha existe uma pequena farmácia com limitada variedade de medicamentos

PRESERVAR ESSE PARAÍSO É UM DEVER DE TODOS NÓS!!!

 

Artigos relacionados

Você faz a diferença!
Recursos naturais - A geografia abraçando a História
Especial Itacaré, o paraíso do surf - Dicas de praias para surf
Especial Itacaré, o paraíso do surf - História da cidade
Especial Itacaré, o paraíso do surf - O surf ecológico
Especial Itacaré, o paraíso do surf - Onde ficar
Especial Itacaré, o paraíso do surf - Praias de Itacaré

Links de interesse

Site oficial de Fernando de Noronha
Pousada Mabuya
Pousada do Vale
Portal de Fernando de Noronha
Pousada Maravilha

Galeria de fotos

 

Sobre o autor...

Guacira Singer

Guacira Singer é empresária na área de Intercâmbio Cultural e Turismo. Diretora Geral e Editora do Global Exchange - Portal de Intercâmbio.

Saiba mais - Apresentação

Guacira Singer
guacira@globalexchange.com.br


Últimos artigos de Guacira Singer

New York
Turismo nos EUA: opções para todos os gostos
As melhores opções para levar dinheiro na viagem
SEVIS - Student and Exchange Visitor Information System
EUA vão agilizar visto para turistas
New Year !!!
Visto Americano para Brasileiros
Quem é Guacira Singer
A saga do turista estrangeiro em São Paulo
Falar uma terceira língua???

Veja todos os artigos publicados por Guacira Singer clicando aqui.



Especiais GEx

Especiais GEx

 
   
 
© 2018 Global Exchange. Todos os direitos reservados.